quarta-feira, 20 de agosto de 2014

O Amor e o passar dos anos

Eu sei que, infelizmente, são muito mais os exemplos que temos à nossa volta de casais que, passado uns anos (às vezes nem tantos quanto isso), encontram-se saturados um do outro, de costas voltadas e apenas permanecem juntos por comodidade ou porque a geração a que pertencem o divórcio é mal visto. Em que não há amor, não há compreensão e não há o mínimo esforço ou vontade de que as coisas mudem.

Contudo sei que, felizmente, também há casais em que isso não acontece, em que o amor e a vontade de permanecerem juntos foi superior a tudo o resto. Em que, mesmo passado muitos anos, não desistiram perante as adversidades, a rotina, o "deixa e andar", mas antes continuaram a alimentar a relação, a "regar a plantinha do amor" todos os dias.

Tenho consciência também, que não é fácil manter a chama da paixão acesa, ou melhor, manter viva a relação e fazer com que o amor supere as adversidades ao longo dos anos.
Contudo, sei que se não formos nós a lutar por isso, a tentar com que as coisas resultem, ninguém o fará por nós e o mais provável é cairmos no primeiro grupo, o da maior percentagem, daqueles que acabam por deixar morrer a relação (muitas vezes sem irem dando conta disso mesmo).

Por isso, temos de fazer pelas coisas. Há medida que os anos forem passando, teremos de procurar contrariar as tendências e fazer com que a nossa história seja bem sucedida e com um "final" feliz.
Ter a noção de que não é fácil e que é preciso fazer algo, é meio caminho andado para conseguirmos com que seja diferente e melhor.

Porque me revejo naqueles que acreditam que a felicidade conquista-se dia após dia e que (quase) tudo é possível desde que lutemos por isso, porque para mim não faz sentido o "deixa-andar" e o acomodar quando podemos lutar pela nossa felicidade, irei sempre procurar contrariar a tendência dominante e tentar provar que é possível manter viva uma relação ao longo dos anos. É nisto que eu acredito!


2 comentários :

  1. Subscrevo tudo o que escreveste. O meu ideal de casal são aqueles (cada vez mais raros), que se vê a passearem na rua, cabelinho branco, uma bengala na mão e a outra mão dada ao seu parceiro...é lindo. Espero ter essa sorte, até agora já lá vão 15 juntos (quase) e 12 de casamento. :-)

    http://thelusofrenchie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás no bom caminho e isso é muito bom!! :)
      Beijinho

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...