segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Adeus e obrigado

Ontem ao longo do dia, curiosamente, acabei por sentir como se tivesse perdido alguém muito próximo. Confesso até que, ao ver as imagens do Luís Filipe Vieira, do Toni, do Humberto Coelho, do Coluna, do Mário Wilson emocionados na despedida ao Eusébio, me emocionei também...
Pensar que já não vou ver mais aquelas imagens habituais do pantera negra a acompanhar sempre as comitivas do Benfica e da Selecção Nacional nas suas deslocações ao estrangeiro, faz sentir um certo vazio cá dentro...
A própria mística do Benfica existia muito devido a essa lenda do futebol que fez encher estádios e fez o deliro dos adeptos.

Não é só a perda do homem, do ser humano excepcional de bom coração, cheio de fairplay e alegria. É sobretudo aquilo que ele representava quer para os benfiquistas quer para todos portugueses que viram, cheios de orgulho, chegar o nome do seu País aos quatro cantos do mundo.
Pessoalmente custa-me sobretudo por aquilo que representava para mim. As boas recordações de infância, do meu avô e do meu pai e da mística que sentíamos sempre que falávamos no pantera negra. Ontem foi um relembrar desses bons velhos tempos e foi o sentir que já não voltam mais e à medida que o tempo passa toda uma geração que fez parte de momentos de felicidade da minha infância desaparece por completo...

Obrigado Eusébio
Por tudo o que fizeste pelo nosso país
pela mística que transmitiste ao nosso clube
por nos teres enchido de orgulho ao levar o nome de Portugal aos quatro cantos do mundo
por teres sido o melhor da tua geração
pelas vitórias e por todas as alegrias que nos deste
Estaremos-te sempre gratos
Até sempre


2 comentários :

  1. Ontem alguém dizia que não ver o Eusébio nos jogos do Benfica e da Selecção vai custar muito...

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...