terça-feira, 16 de julho de 2013

Conversa com uma ex acerca da gravidez

Ontem encontrei uma ex-namorada que já não via há algum tempo e que foi mãe recentemente.
Cumprimentámo-nos, fizemos uma grande "festa" e passado umas horas voltamos a falar mas via chat do Facebook:
- Gostei de te ver! Estás com ar de mamã feliz! :)
- Eu tb gostei de te ver. Estavas muito bonito e com ar feliz. Novidades amorosas?
- Nem por isso. Está tudo na mesma. Ainda não me voltei a apaixonar. :)
- O amor há-de te apanhar de novo, provavelmente "na curva" :)
- Pois... quem sabe... :)
- Estás sentado?
- Sim. Qual é a novidade que me vais dar? Estás grávida outra vez?
- Sim.
- Ahaha Como é que eu acertei?! Agora tomaste-lhe o gosto foi? :) Então muitos parabéns!!
- Foi por acaso... Não planeámos...
- Ups... mas está tudo bem entre vocês?
- Mais ou menos... Desde que o M nasceu que a nossa relação tem andado numa autentica montanha russa...
- Desculpa agora a minha frieza mas quem anda à chuva molha-se... :P
- Pois... tens razão. Ao início foi um choque mas agora já nos consciencializámos e está tudo bem.
- Então ainda bem. Isso é que interessa! Pensamento positivo! :)

É a segunda ex no espaço de um ano, que me confidencia que a relação com o marido não está bem mas pouquissímo tempo depois volta a engravidar... Isto dá que pensar!
Pessoalmente não compreendo como não se tomam certos cuidados quando uma relação não está bem? Da minha parte, só concebo ter um filho se estiver numa relação estável com alguém que eu ame muito e com quem veja futuro. Mas pronto, isso sou eu e somos todos diferentes... :)

38 comentários :

  1. Estás sentado? adivinha o que te vou dizer...

    ResponderEliminar
  2. Concordo contigo, para mim a gravidez só poderá existir numa relação estável e que me dê segura em relação ao futuro e claro que eu o ame muito... mas, infelizmente, tb conheço muitos casos iguais aos da tua "ex".

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que há mais alguém a pensar como eu! :)*

      Eliminar
  3. Boa tarde MS,
    Realço as tuas palavras: "Da minha parte, só concebo ter um filho se estiver numa relação estável com alguém que eu ame muito e com quem veja futuro."

    Não podia estar mais de acordo, um filho além de ser fruto de um amor, deve ser um projecto a dois resultado desse amor.

    Abraço e boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que também concordas comigo! :)
      Abraço e boa semana!

      Eliminar
  4. Olá concordo contigo, mas sabes que as vezes também há um pouco de ignorância por parte dos contraceptivos após gravidez, mais do que por vezes se pensa. E como há muita coisa para fazer as pessoas também se descuidam mais, é um pouco "imperdoavel" dependo da situação. Mas nesse caso ainda bem que assumiram responsabilidades, e desejo que tudo continue bem, porque um filho é responsabilidade para toda a vida não um boneco.

    Beijinho

    Ps:Se me permites a opinião, quanto a ti, acho que na realidade não te permites amar outra vez

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tb não me deixo! É uma treta! è cada vez tudo mais complexo!

      Eliminar
    2. sim, admito que possa existir algum mecanismo de auto-protecção mesmo que de forma inconsciente...

      Eliminar
    3. Infelizmente acho.
      Da próxima vez que tiveres uma oportunidade repara que existe uma espécie de entrave teu, é como se tudo volta-se a rodar na tua cabeça de novo. E depois acabas por achar que a pessoa não tem o que é necessário. Não te permites dar-lhe a oportunidade de mostrar qualidades que acabem por esmorecer os defeitos que à primeira vista já destacas-te. Todos temos defeitos. E quando se ama, amam-se os defeitos também, ou pelo menos aprendemos a tolera-los.
      E a vida é injusta, e ninguém pode prometer a ninguém que não vai magoar, e sinceramente acho que também ninguém pode dizer que vai amar para sempre, porque chega a uma altura da vida em que passa a ser um amor diferente. Mas há que dar a oportunidade. :)
      Ainda vais ser muito feliz nesse campo :)

      Beijinho e desculpa se falei em algo que não devia, ou me meti demais, é só a minha singela opinião vale o que vale :)

      Eliminar
    4. Admito que possas ter razão. Há mecanismos que funcionam no nosso subconsciente sem que nos apercebamos deles...

      Não tens de pedir desculpa por nada! Aliás, eu é que agradeço a preocupação e a tua opinião! :)

      Beijinho

      Eliminar
    5. A Imparfait deu a resposta perfeita ;)

      Eliminar
  5. Concordo plenamente contigo. A gravidez pode não ser planeada mas acho que só devemos trazer um filho ao mundo se for fruto de um amor, se for com aquela pessoa com quem queremos estar até aos 100 anos.

    Kiss

    ResponderEliminar
  6. Concordo, aliás, os bébés não seguram casamentos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens toda a razão SuperSónica! É um erro crasso!

      Eliminar
    2. Até pelo contrário...separam !

      Eliminar
    3. Exacto Catarina. Muitas vezes é o que acaba por acontecer...

      Eliminar
  7. Eu concordo contigo ;) um bebé merece uma família equilibrada ainda que, pais felizes ao nascimento não garantem a mesma felicidade dali a alguns anos :P a vida é uma marota. Mas ainda há muita gente que tem a ideia de que um filho pode melhorar a relação dos pais e eu acho isso um disparate. Um bebé pressupõe uma mudança tão radical na vida das pessoas que, quanto mais coesa e estável a relação, melhor não é? :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida! Quanto maior for a coesão e estabilidade entre um casal, melhor! :)

      Eliminar
  8. nao sabes do k falas, trust me...

    o filho pode ser planeado... a relaçao pode ser 5 estrelas... mas os primeiros meses do bebé é um teste à resistencia do casal, que pode ou nao aguentar.. nd tem a ver c planeamentos de gravidez. é na fase pos gravidez que se vê a força de cada um.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eve, nem sequer ponho isso em causa. O que eu digo é que se a relação não vai bem então é mais uma razão adicional para se ter mais cuidados em relação à eventualidade de se poder engravidar. ;)

      Eliminar
  9. Nenhuma gravidez "segura" casamentos, sempre ouvi dizer...
    E a minha irmã disse-me uma vez algo com a qual concordei (apesar de ainda não ter passado por nenhuma gravidez) : Os filhos são intensificadores da relação. Se a relação está bem, esse filho vai tornar a relação ainda melhor. Se a relação estiver mal, as coisas pioram.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma coisa é certa Carolina, apesar de tb nunca ter passado por essa experiência não tenho dúvida que um filho exige muito de um casal! ;)

      Eliminar
  10. Concordo contigo, até porque acho que só uma relação estável, onde exista muita cumplicidade sobrevive à chegada de um bebe. A vida muda para sempre e é bom que os dois o queiram.
    Acidentes acontecem, mas quando a relação não está bem devia-se duplicar os cuidados. Mas conheço muitos casos assim...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais Joana! É isso mesmo que eu defendo! :)

      Eliminar
  11. Tenho uma vizinha que decidiu engravidar do 2º filho para manter o marido em casa - mal resultou. Quando engravidou do 3º, pelas mesmas razões, andava com um barrigão e o marido dava-lhe pancada todos os dias.

    Apesar de tudo, acho que a sua ex ainda deve andar "muito bem" :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois... esse caso que revelaste considero que é algo de inadmissível! Enfim... :(

      Eliminar
  12. eu também não acho bem, engravidarem para "prenderem# uma relação.. acho mesmo estúpido! concordo mesmo contigo.

    ResponderEliminar
  13. Essa dos ex acharem que podemos eventualmente servir de ombro para chorar mágoas!!! E as nossas onde vamos chorá-las???

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu por mim sinceramente não me importo. Já não sinto mais nada para além da amizade e carinho. :)

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...